A importância da relação entre irmãos

Nunca o significado de dividir a atenção com outra pessoa foi tão positivo.  

Irmãos: tão bons quando brincam juntos! (Imagem: a casa de Jardim Eco House)

A família, independentemente da sua configuração, afigura-se como a primeira fonte de socialização e esta desempenha um papel crucial no desenvolvimento da criança. Cada pessoa exerce o seu papel no desenvolvimento infantil, mas, hoje, cumpre-nos destacar a importância dos irmãos.   

  1. os irmãos deparam-se, desde logo, com a diferença o que promove o desenvolvimento da empatia e ficam, tendencialmente, mais abertos para socializar com pessoas fora do círculo familiar.
  2. os irmãos podem assumir um papel determinante na aquisição de marcos de desenvolvimento importantes, como a fala, a leitura, a escrita, entre outros.
  3. os irmãos têm a capacidade de, através das brincadeiras e dos jogos, estimular a criatividade um do outro, além da liderança, a coragem e o afeto.
  4. o convívio entre irmãos contribui para a formação da responsabilidade das crianças em vários âmbitos, como nas tarefas domésticas, na vida financeira e até mesmo no cuidado com os pais.
  5. as discussões, tão comuns entre irmãos! Estas fazem com que as crianças aumentem a capacidade de resolução de conflitos, que não seria possível na ausência de divergências.
  6. as relações positivas entre irmãos aumenta a probabilidade de as crianças se tornarem adolescentes e adultos mais estáveis do ponto de vista emocional.

Cuidado: Claro que nem todas as crianças se revelam parecidas com os seus irmãos mais velhos. No entanto, muitas enfrentam o desafio de trilhar o seu próprio caminho e ser diferente dos irmãos ou irmãs mais velhas. Pais! Cuidado com as comparações! Cada criança tem as suas próprias características, desafios e necessidade.

Importante: As crianças que crescem como filhos únicos podem não ser necessariamente menos competentes socialmente do que as que crescem com os irmãos, mas têm uma probabilidade maior de desenvolver as competências sociais através dos amigos. Neste caso, compete aos pais pensarem em estratégias para promover o contacto social do seu filho com outras crianças.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.